Friday, April 14, 2006

De um lado ao outro no Canadá

No dia 1° de abril embarquei para o Canadá para apresentar meu trabalho em uma conferência da área de gerenciamento de redes de computadores, meu tópico de estudo. Bom, como a história não é piada de 1° de abril, vou contar como foi essa viagem :)
A viagem de Amsterdam até Vancouver, cidade que sediou a conferência, durou 10hs e a diferença de fuso entre as duas cidades é de 8hs. Bom, posso dizer que fiz uma viagem no tempo, pois eu saí de Amsterdam as 15:30hs e cheguei em Vancouver as 15:15hs do mesmo dia, i.e. 15 minutos no passado :P Chegado no hotel e feito o check-in, eu fui calorosamente recebido pelos amigos da UFRGS Clarissa Marquezan, Lisandro Granville e Maria Janilce que me levaram para um tour por Vancouver, com direito a conversa em dia e jantar no cais do porto.... muito show por sinal.
O hotel que ficamos, Renaissance hotel, era muito bom e também muito caro (ainda bem que não sou eu que pago essas despesas), mas em compensação bem localizado (10 minutos de caminhada até o local da conferência) e com uma vista maravilhosa. A foto abaixo foi tirada da sacada do quarto que eu estava.



Depois do ótimo jantar (comida chinesa), veio a pior parte... dormir sem sono. Isso foi muito ruim... não consegui dormir direito e ainda tive que acordar cedo... bom, meu humor não estava dos melhores nos dois primeiros dias, mas tirando isso eu fui com o pessoal da UFRGS para uma cidade próxima a Vancouver, chamada Victoria.
Para se chegar até lá tem-se duas opções: ferry ou avião. Como estávamos de carro, achamos melhor (obviamente) ir de ferry. Victoria é uma cidade muito bonita, diferente de Vancouver que tem prédios enormes e grandes avenidas. Victoria é uma cidade que eu definiria como charmosa pelos seu estilo cidade pequena e com belas edificações. A foto abaixo mostra nós na frente da assembléia legislativa de British Columbia.



E nesta foto estou eu em uma das típicas ruas victorianas :)



Terminado o passeio, no outro dia começou a conferência com apresentações "interessantes" que só contribuiram com a minha falta de sono. A conferência que nós participamos se chama NOMS (Network Operations and Management Symposium) e é uma das mais importantes na área que estudo. Sobre a conferência não tenho muito a comentar, até porque estava mais preocupado com a minha apresentação na mesma e com os passeios :) Só teria a dizer que a minha apresentação (e da Clarissa tb) foi no 4° dia de conferência e eu não fiquei muito satisfeito com a minha apresentação (embora o Lisandro e a Janilce pensaram ao contrário). Para piorar, teve um francês chiliquento que "pegou no meu pé" no final da apresentação... well, ossos do ofício.
Para desestressar durante a semana da conferência, fui três noites no restaurante Earls... bom, a Clarissa achou um absurdo o jeito que as atendentes estavam vestidas e a forma que elas atendiam, eu simplesmente achei o máximo (hehehe). Nunca tinha ido a um restaurante onde top-models trabalham como atendentes. Quando uma delas veio a nossa mesa para explicar as opções do menu, eu não conseguia prestar atenção no que ela falava... simplesmente muito linda. Como diria um italiano que estava conosco em uma das noites: "Madonna mia, ma varda quei mammella" :)
Terminada a conferência peguei um avião para Toronto para mais uma vez reencontrar o pessoal da UFRGS. A viagem estava indo tranquilamente até o momento que o piloto do avião fez uma curva para a esquerda e um cara que até o momento estava dormindo começou a se sacudir na poltrona e gritar: "STOP IT! STOP IT! STOOOOOOOP IT!" Nossa... aquela hora meu coração foi parar na boca, pois achei que o cara (que estava sentado perto da janela) estivesse vendo alguma coisa, tipo um problema na asa do avião ou fogo, sei lá... sei que eu e boa parte do pessoal que estava por perto dele se cagou (eu não literalmente, mas não duvido que outros não tenham, hahaha). Motivo do pânico: pesadelo... pode isso? O cara tava sonhando e se acordou no momento que o avião estava inclinado pra a esquerda :) Depois que passou o susto eu fiquei uns 5min rindo do que aconteceu e da cara de apavorado dos outros. A mulher que estava sentada ao lado desse cara, se ela tinha 7 vidas, ela perdeu umas três com o susto que tomou (hahaha)
Bom... a minha estadia em Torono foi curta, fiquei 1 dia por lá e não deu para conhecer muita coisa... mas assim como Vancouver, Toronto também tem muitos prédios altos e ruas movimentadas. Assim que cheguei em Toronto, fui recebido mais uma vez pelos meus brothers da UFRGS que me pegaram no aeroporto para irmos até Niagara falls, no lado canadense. Olha... um lugar simplesmente muito lindo e com uma visão espetacular das cataratas e da água verdíssima que corre por lá. Uma pena que não achei nenhum barril para descer as cataratas :P Na foto abaixo estou eu "fazendo pose", tendo as cataratas do Niágara ao fundo.



Infelizmente o que é bom dura pouco, dia 09 pego o vôo de volta para Amsterdam e chego aqui no dia 10. Ao passar pela imigração, sou convidado a mostrar o conteúdo da minha mala por uma policial muito simpática. Como tinha pacotes de erva-mate na mala (trazidos pela Clarissa do Brasil), estava com receio que ela fosse complicar. Após ela remexer em tudo, ela acha o pacote de erva-mate e começa:

- "O que é isso?"
- "É um chá típico do sul do Brasil? -- responde eu.
- "Um chá??? Como se toma ele? -- pergunta a policial.
Aí vai eu explicar como se prepara o tal do chimarrão. Aí ela larga:
- "Hmmm... isso é parecido com mate"
- "Exatamente!" Responde eu aliviado :)
Achando que ela tivesse satisfeita com as respostas, ela pergunta:
- "Engraçado... tu foi até o Canadá para achar um chá que é vendido no Brasil?"
Aí vai eu explicar como consegui os pacotes :)
- "É que na mesma conferência que eu estava, estavam também outros brasileiros e eles que trouxeram o chá do Brasil para mim."
- "Ohhh... muito gentil da parte deles. Bom Sr. Fioreze... tenha um bom dia." responde a policial.

Para a minha surpresa, após as perguntas ela guardou todas as minhas coisas novamente na mala e por sinal muito melhor que eu (hehehe). Passado pela "entrevista", lá vou eu tentar pegar algum trem que fosse diretamente até Enschede, mas devido a problemas nas linhas de trem, tive que pegar trens alternativos, o que me rendeu 1:30hs a mais de viagem do que o normal. Terminada a indiada, arrumo as minhas coisas em casa e ao chegar da noite, estou prestes a bater meu recorde de sono. Consegui a façanha de dormir das 1AM até as 5PM... sendo esse o final da minha viagem ao Canadá.
Falando em sono, vou dormir, pois termino este post exatamente as 1:40hs :)

3 comments:

Roberto Jung Drebes said...

Victoria é muito legal mesmo, e o Niagara é um Iguaçu em época de racionamento! Hehehehehe.

Anonymous said...

Cara,
Com relação a erva mate. Você colocou na bagagem de mão ou na mala?
Estou indo ao canadá no inicio do próximo ano, preciso levar erva mate e tbm não gostaria de me complicar..
Juliano

Tiago Fioreze said...

Olá Juliano!
Coloquei na mala. Eu não te recomendo a colocar na bagagem de mão, pois eles podem complicar mais ainda. Faça uma boa viagem!